facebook
vimeo
instagram
newsletter
31 0

Posted by  in Programação

Entre 11 e 27 de novembro, o cineteatro Municipal de Serpa, volta a ser palco do 2.º Cenas de Novembro – encontro de teatro. Espetáculos para o público adulto e para a infância e conversas com os criadores, prova de que “Em Serpa há teatro”.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

ESPETÁCULOS PARA O PÚBLICO EM GERAL I 21h30

11 novembro
“Sempre que o amor me quiser”
OFICINA DE TEATRO DE SERPA

oficina-copia

É de relações de amor que nos fala esta história. Bom… Não é exatamente uma história… Quer dizer, talvez no fim fique uma história para contar, mas para começar contamos mais com as histórias uns dos outros. Ou seja… contamos várias histórias, que estão relacionadas com o amor… Quer dizer… Talvez não seja mesmo, mesmo com o amor… Vendo bem, será mais com a relação que temos com o amor. Ou melhor, com a relação que o amor tem com as nossas relações. Bom… No fundo, a questão é: quando é que vale a pena relacionar-me com as relações dos outros? Pois… Sempre que o amor me quiser.

Coordenação geral _Baal17I Texto _ Autores vários I Encenação e dramaturgia _ Filipe Seixas I Assistência de encenação _ Marisela Terra I Interpretação _ Ana Paula Cardoso, André Espada, Fátima Mestre, Carlos Cascalheira, José Manuel Laranjeira, Leonor Basílio, Manuel Cavaco, Palmira Rodrigues, Paula Soares e Sandra Lopes, Teresa Pizarro.

Classificação _ M/12 anos I Duração _ 60 minutos.

18 novembro
“Edit”
PROJECTO RUÍNAS

oficina-copia

Um casal convida um estranho ou estrangeiro, enfim, uma figura misteriosa, para um jantar na sua casa. O casal não consegue esconder as suas verdadeiras motivações e vai deixando escapar, à mesa de jantar, sugestões de curiosidade, de caridade, de perversão sexual ou simplesmente de fuga à rotina. Entre as conversas de circunstância e gentilezas de anfitrião, percebe-se que o estranho não fala a mesma língua dos dois. Esta personagem muda, perdida na banalidade da situação, revela-se a única coisa normal deste universo.

Texto _ Francisco Campos I Interpretação_ Francisco Campos, Inês Pereira e Eduardo Breda I Desenho de Luz _ Nuno Borda d’Água I Grafismo _ Miguel Rocha I Registo e Edição _ Rodolfo Pimenta I Produção _ Sandra Coelho.

Classificação _ M/16 anos I Duração _ 70 minutos.

25 novembro
“Pozzo – o porco que dança”
D’ORFEU E CÃO À CHUVA

oficina-copia

Estranhamente surreal, um intérprete desdobra-se em diferentes personagens, numa performance que privilegia a investigação sobre o clown contemporâneo e o trabalho de máscara, além da música tocada ao vivo. Pozzo é um espetáculo cómico, interativo, interventivo e absurdamente cheio de sentido.

Co-Produção _ d’Orfeu AC | Cão à Chuva I Criação e Dramaturgia _ Carlos Reis e Rui Paixão I Interpretação _ Rui Paixão I Música e Sonoplastia _ Carlos Reis I Desenho de Luz _ Manuel Abrantes I Cenografia_ Cristóvão Neto.

Classificação _ M/12 anos I Duração _ 60 minutos.


ESPETÁCULOS PARA A INFÂNCIA/FAMÍLIA I 16h00

13 novembro
“Tempestade num copo de água”
SHAKESPEARE WOMAN COMPANY

Dizem que a “A Tempestade” foi o último texto que Shakespeare escreveu e que foi a sua maneira de despedir-se do poderoso mundo da manipulação de personagens para se dedicar a outras magias…
Talvez seja assim… nunca o saberemos…
Neste “Tempestade num copo de água”, duas atrizes transformam-se nas diferentes personagens: representando Miranda; o seu pai, Próspero; Fernando, o rapaz enamorado; Alonso, o rei traidor; Sicorax, a bruxa e Caliban, o indígena…
Duas atrizes que manipulam elementos, objetos e bonecos…
Duas atrizes que cantam canções feitas especialmente para este espetáculo.
A “Tempestade” é uma viagem a uma ilha onde tudo pode acontecer…

Texto e Encenação_ Cláudio Hochman I Interpretação _ Ana Cloe e Teresa Macedo I Música original _ Daniel Schvetz I Guarda-roupa e adereços _ Cristina Novo I Assistente de Encenação _ Fernanda Paulo.

Classificação _ M/6 anos I Duração _ 55 minutos.

20 novembro
“A fábrica das gravatas”
NUVEM VOADORA

“Fábrica das Gravatas” é um solo de palhaço que aborda de uma forma absurda, filosófica e poética a condição do homem em relação às máquinas, à tecnologia e ao trabalho. O dia-a-dia de um palhaço que trabalha numa fábrica de gravatas que é constantemente interrompido pelos pequenos prazeres da vida. A batalha entre o tempo, as máquinas e os palhaços começou!

Criação e interpretação _ Pedro Correia I Música _ Zuki; Rachmaninoff – Prelude in G Minor, Op.23, No.5; mignon un-tin lu; Six Drummers – Electric Love – Resort I Som _ Luís Moreira Ferreira I Luz _ Paulo Brites | Luz_ HalO I Cenografia _ Hugo Ribeiro e Pedro Correia I Ilustração _ Francisco Cunha I Design _ Mário Rui Martins I Fotografia _ Margarida Ribeiro.

Classificação _ M/3 anos I Duração _ 45 minutos.

27 novembro
“Um urso com poucos miolos”
TRIGO LIMPO TEATRO ACERT

Todas as pessoas têm um herói e o herói do Senhor Pina é o ursinho Puff, personagem do seu livro preferido: As aventuras de Joanica Puff (de A. Milne)… Mas como é que um poeta com muitos miolos admirava um urso com poucos miolos? Só vendo, não é?”… Este espetáculo trata um bocadinho disso.
As duas personagens encerram em si dois mundos: o mundo dos adultos – complicado e cheio de responsabilidades – e o mundo das crianças – simples e desprovido de preconceitos. Desta diferença resultam diálogos e situações bem-humoradas que nos mostram uma nova forma de olhar o habitual, o quotidiano e, até, a poesia.

A partir do livro “O Senhor Pina” de Álvaro Magalhães I Adaptação e Encenação _ Raquel Costa I Assistência de Encenação _ Pompeu José I Interpretação _ Pedro Sousa e Raquel Costa I Cenografia _ Pompeu José e Zétavares I Desenho de Luz _ Luís Viegas I Desenho Gráfico _ Zétavares.

Classificação _ M/3 anos I Duração _ 45 minutos.

Outras informações:
A bilheteira abre 30 minutos antes do início dos espetáculos
Os espetáculos realizam-se em black box, pelo que é aconselhável a reserva de bilhetes. Entrada limitada a 60 pessoas.

+ INFO E RESERVAS
Baal17 – Companhia de Teatro
Cineteatro Municipal de Serpa I Apartado 113
www.baal17.pt I https://www.facebook.com/Baal17teatro/
baal.17@mail.telepac.pt
284 549 488 I 961 363 107

Leave a comment

* required