facebook
vimeo
instagram
newsletter

7.º Cenas de novembro

5 a 21 novembro I Cineteatro Municipal de Serpa

.


ESPETÁCULOS PARA O PÚBLICO EM GERAL
05 NOV. » 21h30
“VAI VEM”, I GATO SA

Espetáculo de teatro físico

“Vai Vem” é uma viagem visual onde o corpo e o silêncio são os protagonistas. Inspirada na migração como território visual e no teatro físico como ferramenta narrativa, a obra apresenta as personagens como sombras sem tempo que deambulam cruzando as suas histórias e, como um caleidoscópio, nos falam dos desapegos, da ilusão, dos vazios humanos, dos medos, da solidão, do amor, da vida e dos impulsos que nos levam a partir..

Encenação _ Juan Carlos Agudelo Plata I Dramaturgia_ Ángela Valderrama I Intérpretes_ Helena Rosa, Marina Leonardo, Raul Oliveira, Tomás Porto I Assessoria _ Mário Primo I Desenho de Luz_ Rui Senos I Sonoplastia _ Jorge Oliveira I Animações Multimédia _ Rui Senos e Nuno Cintrão I Máscaras_ Mário Primo I Adereços e figurinos _ Colectivo I Designer gráfico _ Pedro Dias I Fotografia _ José Mónica, Paulo Chaves e Victormar I Vídeo _ JVZ Audiovisuais

Classificação_ M/6 anos I Duração_ 80 mn
Mais em _ GatoSA/Vai Vem


12 NOV. » 21h30
“SOLITÁRIA” I ALMA D’ARAME


Um confronto solitário entre o homem e a máquina

Solitária é a continuação dos espetáculos-performance que a Alma d’ Arame desenvolve desde o início da sua atividade. Este espaço-laboratório, sempre aberto para a exploração e para dar resposta à necessidade de encontrar novas narrativas, começa a ser uma marca do nosso trabalho. Começámos cada um no seu espaço solitário. Por um lado, o espaço da narrativa, do teatro, da marioneta, do ser e do objeto e, por outro, o espaço da programação, da cinética, da multimédia. Partindo do espaço solitário e criativo de cada um, vimos nascer o espaço comum de criação.
Todos temos e precisamos desse tempo connosco próprios. É nesse tempo que encontramos o espaço de cada um, que é só nosso, e onde podemos reviver memórias, esconder, pensar, sentir, registar. Aqui atingiremos estados próprios. É disso que se trata neste acto performativo.
É neste espaço-laboratório que se desenrola este confronto solitário entre homem e máquina, entre real e virtual, e é este confronto que nos levará à experimentação e à procura de narrativas novas. O movimento cinético do corpo e como ele ocupa o espaço vazio irá construir essa narrativa visual e .

Direção Artística _Amândio Anastácio I Interpretação _Jorge Serena I Multimédia _Luís Grifu I Música _ João Bastos I Marioneta _ Raul Constante Pereira I Desenho de luz e espaço cénico _Amândio Anastácio I Operação de luz e montagem _ João Sofio I Produção _Bernardo Xavier I Fotografia _Susana Neves I Vídeo _Pedro Grenha

Classificação_ M/12 I Duração_ 40 mn
Mais em _ Alma d’Arame/Solitária


19 NOV. » 21h30
“CALDO VERDE” I Krisálida

Texto de Rui Ramos

A peça narra a história de duas mulheres e um homem que habitam a mesma casa perdida algures no Minho profundo. Elas partilham o dia-a-dia, partilham os filhos e as dificuldades. Ele, à noite, escolhe com qual das duas vai dormir. Encontramo-las, a elas, num momento de viragem: algo aconteceu na noite anterior que veio perturbar aquela estranha harmonia. Enquanto preparam o jantar, caldo verde, descobrimos que ambas têm um plano secreto
.

Texto _ Rui Ramos I Encenação_ Nuno J. Loureiro I Interpretação _ Carla Magalhães; Joana Vilar, Romeu dos Anjos Pereira I Adereços e Figurinos _Carla Magalhães, Joana Vilar I Desenho de Cenografia _ Jonathan Richter I I Desenho de Luz _ Rui Gonçalves

Classificação_ M/14 I Duração_ 50 mn

Mais em _Krisálida/Caldo Verde


ESPETÁCULOS PARA O PÚBLICO FAMILIAR
07 NOV. » 16h00
“FADO MIMADO” I D’ORFEU

Um encontro entre um clown e uma cantora

Um palhaço mimado, não do mimo que lhe dão mas da mímica que ele faz. Uma cantora prendada, um instrumento na mão e a vida em tempo de paz. O palhaço e a cantora estão juntos na mesma arena. Ela é linda e sedutora, já dele… só temos pena! A história de um azarado, mal-amado, desgraçado ou, talvez, abençoado. Canta-se o destino do menino até ser um belo rapaz. Mas o karma deste herói, num futuro que até dói, vai mostrar de que é capaz. Não é história de encantar, pode ser minha ou a tua… tudo aqui vamos mostrar, menos a cantora nua. Barulho, que se vai mimar o fado.

Interpretação _ Zé Pedro Ramos e Patrícia Lestre I Conceção e Direção _ Zé Pedro Ramos I Texto _ Ana Santos I Música e Dramaturgia _ Patrícia Lestre I Figurinos e Adereços _ Corina Ollett I Apoio à criação _ Paulo Neves e Luís Fernandes.

Classificação_ M/6 anos I Duração_ 45 mn
Mais em _ D’Orfeu/Fado Mimado


14 NOV.» 16h00
“TERRA AMARELA” I ALDEBARÃ

Uma viagem galática pela diversidade

Portugal, ano 2118. Os recursos naturais da terra estão esgotados e a humanidade está à beira da extinção. Como último recurso, a Agência Espacial Lusitana vai enviar uma expedição em busca de outro planeta habitável. Destino: A estrela Aldebarã. A Terra Amarela é uma Plataforma de Criação Artística Inclusiva com um elenco de intérpretes-criadores com um perfil que se apoia na diferença: artistas com distintas idades, raças, capacidades intelectuais, ferramentas de comunicação.

Encenação _ Marco Paiva I Texto _ Alex Cassal I Elenco _ Barbára Pllastri, Joana Honório, Tânia Alves e Tony Weaver I Desenho de Luz, Cenografia e Figurinos _ Nuno Samora I Vídeo Arte _ Mário Melo Costa I Música original _ José Alberto Gomes I Coprodução _ LU.CA – Teatro Luís de Camões, A Oficina, Cineteatro Louletano .

Classificação_ M/12 anos I Duração_ 45 mn
Mais em_Terra Amarela/Aldebarã


21 NOV. » 16h00
“PEEK-A-BOO” I CATARINA CAETANO

Em dias cinzentos, em que tanto se fala de baboseiras e disparates, valerá a pena refletir sobre assuntos realmente sérios?
Peek-a-Boo é um espetáculo sem grande sentido, carregado de sentimento, que pretende apenas espicaçar mentes…sobre assuntos que são importantes!
.

Classificação_ M/6 anos I Duração_ 40 mn


7.º Cenas de Novembro
REALIZA-SE DE ACORDO COM AS REGRAS DE RECOMENDADAS PELA DGS